Como mudar o humor do francês-borgonhês

Atualizado: 31 de Jul de 2019



Você está todo feliz de malas prontas para vir para a Borgonha, França, só que tem uma coisa que te dá um frio na barriga e não é a decolagem ou aterrissagem do avião. É o povo francês.


Então hoje eu vou te dar dicas para ajudar a superar esse receio e fazer com que você mesmo veja que eles são bonzinhos!


Dica 1:

Diga sempre “bonjour” – bom dia – antes de começar qualquer interação. Ou seja: entrou numa loja, diga bonjour. Vai comprar um café, diga bonjour. Entrou num elevador, bonjour. Vai fazer um check-in na recepção, bonjour. Vai comprar uma baguette, bonjour. Não sabe o que falar, diga bonjour!


O bonjour é considerado o alicerce da educação de um ser humano para os franceses. Não importa se você não pronuncia direito ou se tem sotaque, o melhor é sempre dizer. Eles gostam, notam e apreciam isso. Principalmente vindo de um turista, pois reconhecem o esforço de dizer uma palavra em outra língua.


Dica 2:

Sorria. Eu tenho uma amiga japonesa que estudou francês durante 7 meses aqui na Borgonha e em todas as situações, mesmos as mais complicadas ela sempre sorria e tentava falar francês. Não tinha um francês ou francesa que resistisse. Sorrir abre portas. Diga o bonjour com um sorriso, que você conhecerá um lado bem simpático dos nossos amigos.


Dica 3:

Elogie o vinho, o queijo, o drink, a comida de onde você estiver seja um café, uma brasserieou um restaurante. Faça gestos se não souber falar o francês, ou fale “good, good”, como a minha mãe faz quando vem pra cá. As pessoas gostam de receber elogios, ainda mais sobre a comida ou vinho.


Dica 4:

Seja pontual. Francês não é britânico, mas ama a pontualidade o que é um grande problema para nós brasileiros! E se a gente se atrasar eles ficam mau humorados e até mesmo podem, por exemplo, nem receber a visita agendada a algum passeio ou cancelar a reserva de um restaurante.